OS RECICLÁVEIS – O musical, em cartaz no Teatro Augusta.

Musical pop de Toni Brandão com direção de Flávia Garrafa mescla sustentabilidade com conflitos adolescentes


Um misto de comedia romântica e musical pop, Os Recicláveis parte de um bem-humorado e complicado triangulo amoroso para fazer uma inédita interação entre as principais questões do universo adolescente: o mundo digital e a busca de alternativas para se levar uma vida mais sustentável, ética e plural.
O texto do musical é inspirado em três grandes sucessos de Toni, autor consagrado por dialogar com eficácia com o público jovem em seus 20 anos de carreira e dois milhões de livros vendidos: “O Garoto Verde”, “Os Recicláveis” e “Os Recicláveis! 2.0”. A peça conta a história do Garoto Verde mesclando com a banda dos outros dois títulos.

Toni Brandão, que ganhou o premio APCA pela adaptação teatral de seu livro mais vendido até o momento, “Cuidado, Garoto Apaixonado”, que deve virar filme em breve –, explica: “O momento não podia ser mais oportuno: os jovens já entenderam que é preciso ter uma ‘pegada’ mais sustentável, cuidar do Planeta e reconfigurar a maneira de lidar com as relações afetivas. Está tudo conectado!”. E completa: “O enredo é permeado por dicas sobre sustentabilidade, cuidados com a água, reciclagem... mas sem ser chato e sempre contextualizadas ao enredo das tramas afetivas e a tentativa de deixar o mundo melhor, com a ágil e bem-humorada direção de Flávia Garrafa”.

O elenco de jovens atores - Lucas Padovan, Luiza Porto, Pedro Vicente, Rodrigo Pasquali, Guilherme Zanella, Pauline Mingroni, Erica Monteiro e Daphne Bosaski - dá vida a oito personagens adolescentes em suas histórias de amor, descobertas e desafios. “Nenhum personagem é bom ou ruim. E tudo é mostrado de uma maneira leve, divertida e reflexiva ao mesmo tempo. Costumo falar que ninguém precisa ‘desligar o cérebro’ para se divertir”, brinca o autor.

A direção musical é de Dimi Kireeff, que também assina os arranjos da trilha sonora que traz músicas de Rita Lee, Michael Jackson, Beatles, Stevie Wonder, Maroon 5, Charlie Brown Junior e Katy Perry – interpretadas ao vivo pelos atores. Com estética moderna, o cenário de Maria Eduarda Arruk é confeccionado de material reciclável. A luz de Césio Lima tem referências em shows musicais que os jovens frequentam e os figurinos de Marco Lima são ousados e conversam harmoniosamente com o visagismo de Mauro Freire.  O olhar diferenciado de Sofia Papo e Ana Surani na realização e produção geral contribui para fazer com que este espetáculo traduza com propriedade o universo do jovem adolescente no século XXI.

Sinopse: Pedro é um garoto verde. Ecológico sem ser chato, gosta de jogar bola, de tocar guitarra, é ligado nas garotas… e está preocupado – muito preocupado! – com o aquecimento global, a poluição do ar, o desperdício da água e outros problemas ecológicos que estão colocando a Terra em perigo. Mas Pedro também está em perigo! Ele acaba de se apaixonar por Isabela, a garota mais encantadora e “antiecológica” que ele nunca pensou que pudesse existir. E agora?
O musical Os Recicláveis parte de um triângulo amoroso e da formação de uma banda pop para divertir, refletir e se comunicar com a galera digital, globalizada e antenada às transformações desse admirável mundo novo. A banda Os Recicláveis transforma o espetáculo num verdadeiro show.

Serviço - OS RECICLÁVEIS – O MUSICAL -  Imagenshttp://bit.ly/1L0CkDH

TEATRO AUGUSTA - Sala Paulo Goulart
Rua Augusta 943 - Cerqueira César
304 lugares
Tel.: 11 3151-4141

Sábados, às 17h30 e Domingos, às 16h
Até 28 de junho
Ingressos: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)
Classificação: LIVRE
Duração: 60 minutos

Informações para imprensa: Vicente Negrão Assessoria
Tels.: 11 3060 8397 / 3064 2563
Vicente Negrão - vicente@vicentenegrao.com                           Biba Fonseca - biba@vicentenegrao.com


TONI BRANDÃO
Um dos poucos autores multimídia do Brasil com projetos de êxito na literatura, teatro, televisão, cinema, cd e internet. Seus livros já ultrapassam a marca de dois milhões de exemplares vendidos. Ele é um dos preferidos da garotada e dos educadores do Brasil por sua competente facilidade de comunicação com o público e pela adequação dos temas que aborda em seus livros. A série “O Garoto Verde”, “Os Recicláveis” e “Os Recicláveis! 2.0” vendeu cerca de 50 mil exemplares.

 “O Garoto Verde” foi lançado em Portugal (“O Rapaz Verde”) e a editora brasileira prepara o lançamento para todos os países de língua espanhola. A coleção Top School! – composta de três volumes, gira em torno de uma escola de modelos – acaba de ser vendida para Editora Hachette (a maior editora da França) e será lançada em todos os países de língua francesa.

Toni ganhou o premio APCA pela adaptação teatral de seu livro mais vendido até o momento, “Cuidado, Garoto Apaixonado”; que deve virar filme em breve. Ele escreveu para a Rede Globo a mais recente versão do seriado “O Sitio do Picapau Amarelo” e acaba de criar um roteiro de filme de terror e suspense para a Conspiração Filmes. O autor acaba de vender os direitos de um outro livro, “Bagdá, o skatista!”, para a Tangerina Filmes, produtora de Tata Amaral e Caru Alves de Souza (do premiado “De Menor”).


FLAVIA GARRAFA

Formada em Psicologia pela Universidade de São Paulo, Flavia estudou artes cênicas no Teatro Escola Célia Helena e no The Lee Strasberg Theatre Institute - New York. Atriz, diretora e dramaturga, Flávia participou de duas novelas na Rede Globo de Televisão, três séries para diferentes canais brasileiros, quatro longas-metragens no cinema e mais de 25 peças de sucesso na capital paulista.

Com mais de 20 anos de experiência no ensino de teatro para jovens, Flávia se tornou uma referência neste ramo de atividade, unindo a psicologia à arte. Entre seus principais trabalhos se destacam: as novelas "Morde e Assopra" (2011) e "Amor Eterno Amor" (2012); o longa-metragem " O candidato Honesto" (2014); a série "Surtadas na Yoga" (GNT 2013 e 2014); e as peças “TOC TOC”, de Laurent Baffie, direção de Alexandre Reionecke, “Paulo Francis Está Morto”, de Paulo Coronato e direção de Denise Weimberg; “Assim com Rose” Contos de Mário de Andrade adaptados por Mario Vianna e direção de Jairo Mattos; "Arsênico e Alfazema”, de Joseph Kesselring e direção de Alexandre Reinecke; “Caras e Bocas” texto e direção de Angela Dip; “ A Gata Borralheira ” de Toni Brandão e direção de Débora Dubois; “ Há um Incêndio sob a Chuva Rala” de Vera Karam e direção de Ary França; “Guerra Na Casa Do João” de Toni Brandão e Débora Dubois; “Grogue” de Toni Brandão direção Débora Dubois –Indicação para melhor Atriz no Prêmio Coca Cola de Teatro Jovem – e “Cuidado: Garoto Apaixonado” de Toni Brandão e direção de Débora Dubois – Indicação para o prêmio Mambembe e para o Prêmio APETESP de melhor atriz coadjuvante 1998.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout por Flavinha Garota de Aquario

Design by Emporium Digital