TAG - Experiências Literárias

QUEM SOMOS

"Livros não mudam o mundo, quem muda o mundo
são as pessoas. Livros só mudam as pessoas." 

Essas palavras foram proferidas pelo político romano Caio Graco, um século antes de Cristo. O tempo passa, mas o papel dos livros permanece vivo – e não somente porque estes aprimoram a interpretação textual, a escrita ou o vocabulário, mas porque estimulam a autonomia do pensamento. Porém, apenas alguns livros possuem essa capacidade.

Para encontrá-los, costumávamos conversar com grandes nomes do cenário intelectual sobre livros que lhes deixaram marcas indeléveis ao longo da vida, e dessas conversas descobrimos obras extraordinárias. Não queríamos conhecer apenas os títulos, e sim a relação dessas pessoas com as indicações – os motivos da escolha, suas opiniões a respeito do autor e da obra.

Dessa maneira, passamos a conhecer livros que não conhecíamos, a ler livros que não leríamos e a gostar de livros que não gostaríamos. Começamos, então, a ser questionados por aqueles que buscavam novas leituras, que estavam curiosos sobre as indicações que havíamos recebido ou que simplesmente buscavam sugestões de presentes para amigo secreto.


Para estender essa experiência ao resto do país, decidimos reunir essas grandes obras que nos têm sido indicadas ao longo dos últimos tempos, montar uma equipe e criar a TAG – Experiências Literárias.

NOSSA PROPOSTA

Proporcionar experiências de leitura mensais aos nossos associados.

Mensalmente, o livro favorito de alguma grande referência do cenário intelectual será enviado a você, acompanhado de nossa revista exclusiva.

Livro do Mês


Javier Naranjo
Na relação com seus alunos, o professor colombiano Javier Naranjo prefere colocar-se como coadjuvante, deixando o protagonismo de suas aulas para seus estudantes. Fez isso dando-lhes voz, questionando-os sobre o significado de diversas palavras. Em vez de corrigir, escutava. Assim, pôde perceber a beleza poética contida nas sutilezas das definições.

Amor? É quando batem em você e dói muito. – Viviana Castaño, 6 anos
Igreja? Onde as pessoas vão perdoar Deus. – Natalia Bueno, 7 anos
Dinheiro? Fruto do trabalho, mas há casos especiais! – Pepino Nates, 11 anos
Deus? O amor com cabelo grande e poderes. – Ana Milena Hurtado, 5 anos

Fez isso por mais de uma década. Então, resolveu unir seu trabalho de professor com o de escritor, e em 1999 compilou as definições e lançou o livro "Casa das Estrelas – o Universo Contado pelas Crianças". O tesouro, porém, foi somente descoberto na Feira Internacional do Livro de Bogotá, em 2013, quando foi relançado com estrondoso sucesso.

Apesar do destaque internacional que passou a receber – em 2013, a versão traduzida já havia chegado ao Brasil – Javier Naranjo permanece professor na pequena Antióquia, na Colômbia. 

Nascido em Medellín, no ano de 1956, Javier é também responsável por projetos culturais de sua região, além de ter escritos outras obras, destacando-se Lugar de Cuerpo Ciego (2006) e De Parte Del Aire (2011). Em 2009, trabalhou em conjunto com o Museu de Arte Moderna de Medellín com o objetivo de aproximar as crianças da arte.


Nascido na segunda metade do século XIX, o autor da obra escolhida por Javier para o mês de outubro é italiano, considerado, ao lado de Júlio Verne, um dos grandes precursores dos romances de aventura e um dos escritores mais lidos e traduzidos de seu país. “Não fosse ele, não existiria literatura latino-americana”, afirma Carlos Fuentes.
Apesar disso, foi pouco representativo no Brasil, o que nos dá mais um bom motivo para escolhê-lo para o mês de outubro: conhecer os heróis piratas que lutavam contra os colonizadores europeus, os sanguinários combates, as paixões platônicas entre inimigos, os personagens característicos e as descrições apuradas que dão vida aos cenários de suas obras.
“Ainda me vejo pequeno, ajoelhado em frente à cama dividido entre o livro e o almoço que repousam sobre ela. Engulo rapidamente a comida para poder navegar com os piratas pelos mares da Malásia, combatendo estranguladores e colonizadores, e adentrar pelas florestas, com seus sons amedrontadores, ruídos de pequenos e grandes animais. Nenhuma comida poderia ser mais saborosa que a reverberação das palavras em minha mente e seus ecos em meu coração.” – Javier Naranjo.
Mais informações acesse o site.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout por Flavinha Garota de Aquario

Design by Emporium Digital