Convite para Dançar - M. Mariz


"Convite para Dançar"

Eu tenho uma confissão a fazer: Quando criança, tive um vício que consumiu todo o meu tempo e me fez perder todas as minhas economias. O nome da droga? Os Goonies.

Minha mãe foi a primeira a perceber o poder d'Os Goonies. Se o meu irmão estivesse estourando bombinhas pela rua ou testando em mim seu talento para artes marciais, bastava que ela pusesse o filme na sala e ele ficava tão quieto como um peixe pelas próximas duas horas.
Não demorou muito para que eu me apoderasse da mesma tática. Se, "acidentalmente", eu quebrasse um de seus GI Joes, enquanto ele estava na casa de um amigo, eu tinha que, meticulosamente, planejar a hora certa de colocar o vídeo no momento em que meus pais saiam para buscá-lo. Obviamente, também me sentaria no sofá para ver o filme.

Mas, como nenhuma atividade entre irmãos e irmãs pode ser uma trégua de longo prazo, logo nosso vício se transformou em aposta: quem assistisse Os Goonies mais vezes iria ficar com a mesada do outro.

Embora eu tenha acabado por perder todas as minhas economias, percebi que mesmo depois de assistir a mesma história por mais de 20 vezes naquele verão, ainda ria e prendia a respiração todas as vezes.

Eu comecei a chamar esse fenômeno de "Convite para Dançar", que é muito comum em histórias suaves e leves.

Histórias assim são como música. Elas têm a habilidade de tocar nossos corações com graça e, lentamente, formar uma conexão com nossos pensamentos, conduzindo-nos a um estado de felicidade. Quando você menos esperar, vai perceber que está dançando: se movendo através de emoções e deixando seus problemas para trás.

É claro que todos nós temos aqueles dias em que queremos assistir a um filme do David Lynch ou Quentin Tarantino; talvez assistir uma peça escrita pelo dramaturgo Franz Kafka, ou ler O Contrato Social de Rousseau. Mas, na maioria dos dias, quando chegamos exaustos depois de horas de trabalho ou de estudos intensos, ou quando alguma angústia ou tristeza consome toda a nossa energia restante, queremos apenas ser conduzidos pela compreensão e ritmo despreocupado de uma história suave.

Então, quando decidi que era o momento de escrever meu primeiro romance, depois de passar anos escrevendo tantos estilos diferentes de peças de teatro, eu sabia qual tipo de história seria. Não a que faria o público lembrar seus piores medos ou inseguranças, mas uma capaz de fazer aquele rapaz sentado na última fila, com feições contraídas e ombros curvados, sorrir.

Eu, formalmente, convido-os para serem conduzidos pelo ritmo acelerado, mas suave do meu livro para pré-adolescentes e jovens, intitulado The Chosen of Gaia.

Sinopse do livro:
Aos quinze anos de idade, Albert acaba de receber um convite capaz de transformar completamente a sua decepcionante vida - a chance de fazer parte de uma sociedade secreta e altamente avançada, que só se revela a seletos escolhidos.

Imerso em um novo mundo de incompreensível tecnologia e colegas intrigantes, Albert vai superar seus medos o suficiente para ignorar alguns detalhes suspeitos. Mas logo ele vai ver sua família sendo arrastada para o centro de um escândalo que ameaçara separá-los e apagar suas próprias identidades.

Confuso, Albert deve encontrar forças para desafiar a autoridade, apoiando-se em seus novos aliados e seu dom para “Revelações”.

Prepare-se para  humor, aventura e suspense, neste conto de ritmo acelerado de uma família "normal" lutando por seu lugar em um mundo "perfeito".

Onde comprar o livro:

A versão impressa do livro (sim, eles entregam no Brasil!) ou e-book podem ser encontradas na Amazon.com


tradução e publicação no Brasil esta planejada para o primeiro semestre de 2013.

Biografia:
M. Mariz nasceu no Rio de Janeiro e trabalhou como atriz, advogada, e escritora, com mais de 20 peças produzidas. Ela atualmente vive no sul da Califórnia, onde escreve roteiros e romances. The Chosen of Gaia (Os Escolhidos de Gaia) foi inspirado em seu próprio sonho.

    @AuthorM_Mariz 
     M. Mariz   
Website

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout por Flavinha Garota de Aquario

Design by Emporium Digital