O Último Cavalheiro Notável – Suzanne Enoch

O ULTIMO CAVALHEIRO NOTAVEL
Londres, 1815

Patife ou cavalheiro?

Lorde Bramwell Johns, segundo filho de um duque, é um estroina, um libertino, um rebelde... e orgulha-se disso. Agora que seus dois maiores amigos estão, lamentavelmente, assentados e felizes em sua vida de casados, Bram está se sentindo estranhamente inquieto. Nem mesmo arrombar as residências dos aristocratas desonestos de Londres o entusiasma mais... até a noite em que ele escuta uma briga.


Tudo indica que lady Rosamund Davies está prestes a ser forçada a se casar com um escroque pior até do que ele próprio...


Rose está ciente da reputação escandalosa de Bram, por isso, qualquer motivo para aquele súbito interesse dele é um tanto suspeito... ainda mais porque ele é amigo do homem que pretende arruinar sua família!


Mas Rose tem um plano, e Bram talvez seja exatamente quem ela precisa... contanto que ela se lembre que ele só pensa em si mesmo... contanto que ela se lembre que os beijos dele nada significam... contanto que ela consiga parar de ficar imaginando se pode confiar a um homem patife e infame o seu coração...


Iniciando minha Maratona de Banca e feliz com minha escolha.


Lorde Bramwell Johns (Bram) com 1,80 de altura, olhos negros predatório, perigoso, encantador. Patife ou cavalheiro? Hum… sem dúvida um Cavalheiro Notável^^


A patifaria fica por conta do revoltante, sala­frário e asqueroso Kingston Gore, marquês de Cosgrove (um lindo “anjo” loiro de olhos azuis) acostumado a arruinar vidas e fortunas de jovens nobres ingênuos (traduzindo “burros”) e a “bola” da vez é James Davies herdeiro da família Abernathy, irmão mais novo de Rosamund Davies (Rose).


Rose, uma jovem dama de 22 anos, olhos verdes, cabelos afogueados, que descobre-se valorizada pela família apenas como moeda de troca, já que para saldar a dívida de jogo do irmão mais novo é “obrigada” a casar-se com o “asqueroso”.


Furiosa com sua família, Rose sabia que não poderia arruiná-los, porém lutaria para achar uma solução para esse problema e por mais absurdo que fosse, encontrava-a em Bram onde a cada nova descoberta surgia um homem divertido, generoso, solícito, bondoso, tentador…


Bram, por sua vez descobriu em Rose uma mulher prática, encantadora, fascinante que consumiu seu coração dilacerando de vez, a falta de entusiasmo da sua vida.


Já eu, encontrei a magia e o encantamento em mais um dos meus gêneros preferidos.


Clique no banner e acompanhe as Maratonistas

6 comentários:

LadyMarinah,  dom mar 18, 02:51:00 PM  

Eu adoro Romance de Banca e os Históricos são os meu favoritos (:
tenho zilhões deles em casa *.*

Abraços,
Marinah Gattuso
Contato: marinahbarcelos@hotmail.com
Blog: marinahgattuso.blogspot.com
Twitter: @blogmarinah_g

Ps: VENDO CORDÃO DA ROSALIE, COM O BRASÃO DA FAMÍLIA CULLEN! por R$60,00 (imagem: http://migre.me/8eOrs)

Ps2: Não deixe de conferir a promoção dupla no blog, em parceria com a editora NC

"Os livros são o tesouro precioso do mundo e a digna herança de gerações e nações." - Henry Thoureau

Elis Miranda dom mar 18, 05:06:00 PM  

Essa patifaria bem que eu queria viu... oh oh oh delícia!!! rs

Jessica Oliveira seg mar 19, 11:04:00 AM  

Adoro a Suzanne Enoch mas ainda não consegui ler essa série,
tô a tempos atrás e não acho em lugar nenhum.
Adorei sua resenha! O/

Bjinhos

Suelen Mattos,  seg mar 19, 04:24:00 PM  

Ainda ñ li nada dessa autora, mas só leio coisas boas sobre os livros ela! É.... vale a pena conferir, hehe!!

=)


Suelen Mattos
______________
ROMANTIC GIRL

Tonks qui mar 22, 12:14:00 PM  

Eu gosto muito da Suzanne Enoch, este está na pilha. Só li o primeiro dessa série. =)

bjokas

Mª Emilia sex mar 23, 09:21:00 PM  

Olá, gostei muito de sua resenha...
Bjkas
Mila

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout por Flavinha Garota de Aquario

Design by Emporium Digital