Nabetse e os Guardiões da Justiça - O sábio, a estrela e o Nada - Nina Oliver

Nabetse e os Guardiões da Justiça

Sinopse - Nabetse e os Guardiões da Justiça - O sábio, a estrela e o Nada. Livro um. - Nina Oliver

Despertar em um lugar misterioso, repleto de pessoas desconhecidas, tendo no céu da manhã a união do azul celeste com incontáveis estrelas. Assim recomeçou a história de Nabetse, um refugiado de 13 eras que desperta no Território e tem diante de si a realidade pessoal de ser o resultado do amor entre dois universos completamente diferentes: um velho sábio e uma estrela. 


Filho de um relacionamento incomum, tem a irisinter indefinida, o que dificulta o reconhecimento das intenções residentes em sua natureza. A sentença é prolatada: precisará decidir entre a natureza do pai ou a natureza da mãe, e a escolha deverá ser anunciada antes de seu aniversário de 18 eras. Diante de tantos desafios contará com o suporte do compreensivo Guardião da Justiça Otrebor, com a vigilância do mal-humorado Guardião da Justiça Rotciv, com os quitutes da Ajudante Enila, com a maestria infantil de Onalos e com o pulsar das estrelas. Nem tudo será agradável, nem todos serão amigos. As ilhas do Território estão em conflito. Os inimigos, à espreita. O Conselho de Sábios não é mais tão confiável. Uma decisão difícil o aguarda. Ninguém poderá decidir por ele. A razão: as escolhas são personalíssimas.


A autora 

 http://nabetseoficial.blogspot.com/ 


NINA OLIVER
  
Pseudônimo de Irena Oliveira da Costa. Nascida em Belém (Pará) no dia 03/12/1978, teve sempre na escrita sua principal forma de expressão, hobby e missão.

Estimulada pelos pais a praticar a leitura desde cedo, escreveu a primeira história aos 9 anos depois de ler “Alice no país das maravilhas”, imaginando uma diálogo seu com o Chapeleiro Maluco que insistia que ela largasse o dever de casa para tomar chá de chuva das duas.

Com imaginação fértil e facilidade para deixar a mente viajar, criava histórias para si mesma quando analisava as fotos das revistas da National Geographic que o pai levava para casa.

O primeiro romance (não-publicado) foi escrito aos 14 anos quando ganhou dos pais o primeiro computador e precisava expressar as incontáveis paixões platônicas vividas na escola. Assim, escreveu uma história de amor que envolvia quatro personagens e que se passava em Viena (Áustria) no século XVIII, tendo como pano de fundo "As quatro estações" de Vivaldi. Desde então escrever histórias baseadas em músicas, principalmente as clássicas, tornou-se uma constante.

Quando se tornou mãe inspirou-se para escrever um conto inovador acerca de fadas que iam para a escola e, mais tarde, uma estória envolvendo lendas amazônicas no intuito de ensinar à filha o respeito ao meio-ambiente.

Em uma tarde de Julho de 2009, durante um momento de repouso pós-almoço, vislumbrou o jovem Nabetse pela primeira vez, e passou a enriquecer o universo do personagem com os conhecimentos adquiridos nas primeiras aulas do curso de Direito. Nascia então a saga “O sábio, a estrela e o Nada”.

Comentários
Através do despertar de Nabetse somos transportados através de seus olhos a um mundo mágico e encantador onde: cada pulsar tem seu significado, muitos segredos a serem desvendados e uma importante decisão a ser tomada.

A autora nos leva nessa aventura em uma linguagem poética, fluida e prazerosa do início ao fim.

Acompanhem o blog da saga para maiores informações sobre o livro.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout por Flavinha Garota de Aquario

Design by Emporium Digital