Doce Triunfo - Judith McNaught

Doce Triunfo

Sinopse - Doce Triunfo - ( Tender Triumph ) - Judith McNaught (sinopse: livraria cultura)

Esse livro foi publicado também com o nome "Tormento no Paraíso".


Katie Connelly é jovem, linda e sofisticada; tem amigos importantes, sucesso na profissão e uma legião de pretendentes. Mas ninguém havia tocado verdadeiramente seu coração até o dia em que Ramon Galverra, um misterioso e másculo motorista de caminhão, a salva das mãos de um admirador exaltado. 


Katie não imagina que o homem moreno e de sotaque hispânico é na realidade um riquíssimo empresário, que se diverte com seu engano. Ramon deixa que a garota se apaixone perdidamente pelo rústico pobretão que ele finge ser, a fim de testar sua sinceridade. Ao mesmo tempo, ele também se vê seduzido por ela. Sempre sustentando a mentira, o magnata convence Kelly a acompanhá-lo a Porto Rico. Ele a pede em casamento. Mas, antes de unirem-se, ela precisa superar seus preconceitos, aceitar as diferenças e aprender com elas. Precisa revelar um segredo que carrega há anos, enterrando as mágoas no passado para encarar um novo futuro. 


Definitivamente Judith MacNaught é minha autora estrangeira predileta. Em romances históricos ou contemporâneos sabe como criar personagens fortes, marcantes e apaixonados.


Ramon é um homem forte, vigoroso e de negócios que o leva a conhecer várias culturas, porém não deixa a sua de lado com atitudes, comportamentos e ideias que para a maioria das mulheres que, iniciavam sua luta pela sua independência, seria considerado retrógrado, mas esse é apenas um pequeno detalhe porque sabe levar Katie e nos leitoras a loucura.


Katie mesmo assustada com a rapidez de seu relacionamento com Ramon e em eterno conflito em aceitar suas ideias arcaicas, largar seu emprego, deixar seus familiares e suprir o terror da violência doméstica que conheceu muito cedo não consegue resistir aos encantos de Ramon que demonstra ser um homem íntegro, bom, cavalheiro e efusivamente apaixonado.


“"Quando olho para você, acho que você é a minha princesa, meu anjo e minha feiticeira”


“Acho que você tem os olhos mais azuis que já vi, e gosto do jeito como brilham quando você está contente, ou como escurecem de desejo quando está nos meus braços”


“Existe um imenso abismo cultural entre nós dois! ela exclamou. Como você pode pensar que daria certo? Porque voltarei para casa todas as noites e farei amor com você até que implore para que eu pare. Todas as manhãs a deixarei com o gosto dos meus beijos em seus lábios”


Com uma promessa dessa quem se importa com independência rs.

1 comentários:

maria ester moraes,  ter jan 31, 11:57:00 AM  

é, parece ser interessante, apesar do tema ser bem conhecido!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout por Flavinha Garota de Aquario

Design by Emporium Digital