Parceria – Editora Muiraquitã

Olá Pessoal,

Hojé é mais um especial para o Apaixonada por Livros e o meu “bebê” Globosfera Teenager, quero apresentar a vocês a nossa nova parceria.

A Editora Muiraquitã, fundada em 1991, completará 20 anos de vida editorial no dia 24 de Setembro de 2011. Seus fundadores foram Labouré Lima e Yan Kleber de Moura. Ele deixou a editora em 1996 e, desde então, Labouré Lima encontra-se na direção geral.


O primeiro endereço foi na Rua Santa Rosa, em frente ao Colégio Salesianos, de onde a editora saiu em 1996 para a Rua José Clemente, no centro de Niterói. Em 1997, a editora começou a participar da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, abrindo espaço no mundo das letras para novos autores. Durante estes anos, publicamos aproximadamente 300 títulos na área de Ciências Humanas com o selo Muiraquitã. Entre os nossos autores encontram-se poetas fluminenses, magistrados, advogados, médicos, professores, estudantes, profissionais liberais e acadêmicos de diversos segmentos. Todos os autores que desejam contribuir com a educação formando novos leitores através das suas pesquisas, são bem vindos!

E seus novos lançamentos direto da Bienal.

clip_image001

A Genealogia do Piano
O desenvolvimento das escolas pianísticas no mundo
clip_image002O desenvolvimento da música está profundamente atrelado à invenção do piano pelo italiano Bartolomeo Cristofori, no século XVIII. Paralelamente ao desenvolvimento do instrumento, também foi desenvolvida sua própria técnica de execução e nasceram então as escolas pianísticas no mundo. A obra apresenta essas escolas pianísticas através dos grandes pianistas e legendários professores, desde Mozart, Clementi, Beethoven, passando por Czerny, Liszt, Thalberg, Leschetizky, Anton Rubinstein, Chopin… até nossos dias.
O livro segue a Genealogia, que permite conhecer as correntes da execução pianística, identificando as principais características de cada escola através de seus líderes, mediante árvores genealógicas com ramificação cronológica.
São 13 as árvores genealógicas e uma árvore genealógica global, as quais sintetizam as tendências das escolas pianísticas no mundo no que se refere à técnica, tradição e interpretação, com uma abordagem de síntese entre a técnica e a interpretação.
São apresentadas as escolas pianísticas na Europa (Alemanha, Áustria, França, Hungria, Polônia, Espanha, Portugal, Inglaterra, Rússia, Itália), Oriente, Estados Unidos, Canadá e América Latina, com destaque especial para o Brasil.
O CD que acompanha o livro ilustra seu conteúdo com gravações realizadas em renomadas salas e com prestigiosas orquestras.

Dados técnicos:
Autores: Lícia Lucas e Marne Serrano
ISBN  978-85-7543-105-4 
Gênero: Música
Formato: 16x23cm
Páginas: 256
Acompanha 1 CD com músicas
Preço de capa: R$60,00


Programação de apresentação dos autores Marne Serrano e Licia Lucas na XV Bienal do Livro – Estande Letras de Niterói:
07/09 – Quarta-feira
14 horas: Lançamento do livro A Genealogia do Piano.
O estande Letras de Niterói ficará localizado na Avenida Orígenes Lessa, Q. – Pavilhão 4 – Verde.


Sobre os autores:
LICIA LUCAS
Pianista e concertista internacional, nascida no Brasil, em Itu, São Paulo. Começou os estudos de piano em família com Nayl Cavalcante Lucas e Neida Cavalcante Montarroyos, diplomando-se na Escola Nacional de Música. No Brasil estudou com Homero Magalhães, discípulo de Alfred Cortot e na Itália, no Conservatório de Santa Cecília de Roma com Vincenzo Vitale, descendente artístico de Thalberg e de Cesi, este último que, a convite de Anton Rubinstein, foi Diretor da escola pianística do Conservatório de São Petersburgo. Sua educação musical foi aperfeiçoada com Bruno Seidlhofer e Hans Graf da escola vienense, bem como no Mozarteum de Salzburg com Renzo Silvestri.
Iniciou sua carreira ao ganhar o primeiro lugar no Concurso para solistas da Orquestra Sinfônica Brasileira e conquistando na Itália Medalha de Ouro no Concurso Internacional de Vercelli, concedida por Arturo Benedetti Michelangeli, sendo a mais jovem de todos os concorrentes. Desde então tem-se apresentado com mais de 50 orquestras sinfônicas da Europa, Estados Unidos e América Latina.
Na Rússia, em 2003, atuou como solista convidada da Orquestra do Teatro da Ópera e do Ballet do Conservatório de São Petesburgo.
Durante quatro anos, Licia Lucas foi Coordenadora do Departamento de Música Clássica do Ministério da Cultura da Nicarágua e Chefe da Cátedra de Piano da Escola Nacional de Música de Manágua.
No Brasil, Licia Lucas desenvolve intensa atividade pedagógica, é membro Titular da Academia Nacional de Música e membro do Comité D’Honneur da Fundação João de Souza Lima.
MARNE SERRANO CALDERA
Doutor em Engenharia Eletrônica pela Universidade de Roma e MSc. em Telecomunicações pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE) de São José dos Campos, onde implementou numerosos projetos, entre os quais a estação brasileira para o satélite ERTS de recursos terrestres, que foi apresentado e realizado em colaboração com a NASA (Administração do Espaço e Aeronáutica dos Estados Unidos).
Vem desenvolvendo projetos de engenharia acústica.  Desde 1974 exerce atividades de Agenciamento Artístico de Produção Cultural, acompanhando e supervisionando o processo de produção de gravações de música clássica. Sua atividade técnica e no setor musical se realiza em mais de 20 países.


BENEDICTO LACERDA
E A SAUDADE FICOU
Samba, marcha, choro, valsa. Benedicto Lacerda brilhou, como compositor e como intérprete. Foi um virtuoso. Um artista, como tantos, que veio do interior do estado do Rio para se tornar mais carioca do que qualquer outro carioca.

clip_image002[4]Benedicto Lacerda, natural de Macaé, fez sua estreia como cantor no carnaval de 1931, mas foi em 1935 que o cantor conseguiu um sucesso estrondoso. Pelos bares e carnavais cariocas, o compositor trabalhou em parceria com grandes nomes como Herivelto Martins, Pixinguinha, Humberto Porto, Roberto Martins, Ary Barroso, entre outros. Viveu nos áureos tempos da música brasileira, como compositor, cantor e flautista, com ícones como Carmem Miranda, Nelson Gonçalves, Ademilde Fonseca, entre tantas outras estrelas que construíram a história da musicalidade do Brasil do século XX.
Na obra, está toda a luta e a trajetória de Benedicto Lacerda para se tornar um ícone da música popular brasileira e símbolo de vitória, perseverança e superação. Sua infância, juventude e trajetória musical, são apresentadas por Jadir Zanardi de forma clara, envolvente e com matizes marcantes e multicoloridos.

Dados Técnicos:
Autor: Jadir Zanardi
ISBN: 978-85-7543-088-0
Gênero: Música. Biografia
Formato: 16x23cm
Páginas: 140
Preço de capa: R$40,00


Girassol
clip_image002[6]Maria Auxiliadora, organizadora da obra, revive os passos e os escritos de Rubens de Ararigboia ao publicar seus poemas. Seus escritos inspiraram-se na família, no relato dos mais experientes, no ambiente de trabalho, entre outros. A poesia de Rubens gira em torno dos eternos conflitos entre corpo e alma e as imposições que a vida nos impõe. O autor sabia ressaltar figuras pitorescas, e com emoção passar para o papel, através de palavras providas de melodia.




Dados Técnicos:
Organizadora: Maria Auxiliadora Baptista Pereira
ISBN: 978-85-7543-113-9
Formato: 14x21cm
Páginas: 148
Preço de capa: 30,00

Não Desista de Nós, Professora!
A realidade, muitas vezes, veste-se com os tecidos da ficção, porém, nenhum tecido ficcional consegue esconder a realidade crua.
clip_image002[8]Mariza Magalhães, professora de química, apaixonada por sua profissão, sempre buscou dar sua contribuição à educação escolar, tanto para educandos como para educadores. Assim foi com o livro Técnicas Criativas para Dinamizar Aulas de Química (focando os educadores), e com o livro Tudo que você faz Diariamente tem a ver com Química (focando os alunos), ambos sob o selo da Editora Muiraquitã.
Em Não Desista de Nós, Professora! Mariza apresenta aos leitores casos verídicos sobre o nem sempre harmonioso relacionamento professor-aluno. Os nomes bizarros dos personagens foram criados com base na nomenclatura dos elementos da tabela periódica e das substâncias químicas.
São apresentadas vinte histórias que abordam fatos vividos nas escolas e que refletem a realidade social tais como violência doméstica, influência do tráfico de drogas e armas nas comunidades e assédio sexual, sem contar com a crescente carência afetiva que o mundo tem experimentado.
Num momento em que a educação sofre e agoniza pela falta de atenção, cuidado e respeito, a luta dos professores cônscios e corretos é, muitas vezes, desumana e desigual. E é neste contexto que a autora, sob o véu da ficção, apresenta muitas realidades. Algumas doces e cativantes outras duras e dolorosas.
Embora pareça uma narrativa seriada sobre a vida profissional de uma educadora, os objetivos da obra são: evidenciar concretamente os desafios diários porque passam os professores no exercício de suas profissões; e incentivar os novos educadores para que não desistam de sua árdua, bonita e indispensável missão de educar.

Certo dia, sentados na murada da praia, a professora de Química lembrou-lhes que estavam próximos de seus trinta anos e que, talvez, a vida acabaria por afastá-los dela. Os dois amigos olharam-se surpresos. Cico logo respondeu que dificilmente aquilo aconteceria, pois ela os conhecia mais que eles mesmos. Dido, contudo, ficou calado. Quando, no fim do dia, a professora os conduziu a seus carros, para que retornassem a seus lares, Escândido encarou seriamente a educadora, abraçou-a, beijou-lhe a face e disse “você sempre foi o nosso guru, portanto, não desista de nós, professora!”.



Ficha Técnica:
Autora: Mariza Magalhães
ISBN: 978-85-7543-118-4
Gênero: Biografia. Educação
Formato: 14x21cm
Páginas: 64
Preço de capa: R$25,00


Sobre a autora:
Mariza Magalhães nasceu no bairro do Andaraí, cidade do Rio de Janeiro, no primeiro mês do ano de 1956. Sua escolaridade teve início em um colégio católico tradicional, o Santo Antônio, em Duque de Caxias. Todo o restante de sua vida escolar, incluindo o mestrado em Geociências, se deu em escolas públicas. Atualmente trabalha como professora de Química, na rede estadual de ensino.

Obras Publicadas:
“Técnicas Criativas Para Dinamizar Aulas de Química”, 2ª edição, Niterói, Edições Muiraquitã, setembro de 2009, durante a Bienal do Livro/RJ.
“Datas Festivas? Comemore com Química!”. São Paulo, Editora Livraria da Física, 2008.
“Tudo o que você faz tem a ver com Química”, 2ª edição, São Paulo, Editora Livraria da Física, 2007.
“Experiência de quase morte”, na Antologia “O Perfume da Palavra III”, Edições Muiraquitã, a ser publicado em novembro de 2011
“Química para dois: Conteúdo contextualizado, entendimento desejado”, um dos quatro selecionados no “Edital Didáticos Eduff 2010” a ser publicado em meados de 2012. Entre outros.

Nossa Vida. Nossos Valores
Dinâmicas e Reflexões
Há uma relação íntima entre a educação em valores e o sentido que damos à vida.

clip_image002[10]As dinâmicas de grupo proporcionam maior leveza entre os núcleos, pequenos ou grandes. Permitem também, o surgimento de um novo olhar dos participantes sobre si mesmos, sobre o grupo e sobre cada indivíduo. As dinâmicas despertam sentimentos mais aproveitáveis dentro de uma sociedade ou empresa, como aceitação, compreensão, simpatia e paciência.
É através deste foco que a autora organizou na obra dinâmicas de grupo das mais variadas. Estas atividades foram postas em prática por Maria do Socorro em seus mais de 30 anos na área da educação – na busca por caminhos para o crescimento pessoal e dos grupos de trabalho – e tem por objetivo, por meio da comunicação e da autorreflexão, despertar em nossa consciência os valores que dignificam o homem e a sociedade. Buscando o reencontro com a valorização da vida humana, da educação e da família.



Dados Técnicos:
Autora: Maria do Socorro Brito Machado
ISBN: 978-85-7543-111-5
Gênero: Recursos Humanos. Dinâmica de Grupo
Formato: 16x23cm
Páginas: 164
Preço de Capa: R$25,00


Sobre a Autora:
Maria do Socorro Brito Machado, piauiense, professora primária, pelo Instituto Santa Dorotéia em Fortaleza – Ceará. Licenciada em Pedagogia pela Faculdade Católica de Filosofia. Fez especialização em Planejamento e Técnicas de Ensino pela Associação Fluminense de Educação – UNIGRANRIO.

O CANTO DO CISNE. REALIADE OU FICÇÃO?
CELUTA CARDOSO RAMALHO
clip_image002[12]Os melhores instrumentos com que podemos lidar com o nosso semelhante são: a compaixão, a compreensão, o respeito para, sobretudo, preservar a dignidade humana, a igualdade e a tolerância.
Apoiando-se na lei e na justiça, e em seu enorme caráter, a autora seguiu toda sua vida assistindo a quem precisava, sem discriminação ou julgamentos de valor.
Acreditando piamente que todos, independente de posição social, raça, credo, livre ou no cárcere, merece ser respeitado. Celuta, mesmo enfrentando os mais perigosos confrontos (se horrorizando com a enorme injustiça vigente), levou a bandeira dos direitos humanos no corpo e na alma.
Estou acostumada a lidar com presos amotinados, rebeliões em prisões, subir muros e morros, mediar confrontos e assaltos, e toda sorte de emergências a que já havíamos enfrentado.
Lutando, muitas vezes, contra o braço de ferro de uma polícia despreparada e (em alguns casos) desumana, Celuta nunca ficou na teoria, sempre que foi solicitada, arregaçava as mangas e se jogava de cabeça ara garantir o melhor resultado para as emergências apresentadas.
Misturando realidade, ficção, duras perdas e alegrias. Sonhos e vivências, a autora Celuta Cardoso Ramalho, com uma enorme sensibilidade, apresenta um mosaico de histórias profundas e emocionantes, que envolvem sonhos, vidas, perdas, lutas e amor. Todas ligadas à sua experiência profissional como ferrenha defensora dos Direitos Humanos.

“(...) a autora, brincando com a Realidade e a Ficção – qual o limite entre elas/? – com sua prodigiosa imaginação, ela tenta seduzir a Vida e a Morte com histórias que emergiram de sua experiência profissional e existencial (...). Ora são tramas exóticas, tristes, alegres, tragédias, dramas, ora enunciados, teoremas, lendas e reflexões.” – Trecho o prefácio de Dr. João Aylmer de Souza.


Ficha Técnica:
Autora: Celuta Cardoso Ramalho
ISBN: 978-85-7543-100-9
Gênero: Direito. Direitos Humanos. Biografia
Formato: 16x23cm
Páginas: 328
Preço de Capa: R$30,00


Sobre a autora:
Celuta Cardoso Ramalho, advogada, psicóloga, professora, jornalista, escritora, conferencista e Pacifista, em quase 30 anos trabalhou diariamente com questões ligadas aos Direitos Humanos – sua grande paixão – criou, organizou e ministrou 15 cursos sobre estes assuntos aprovados pela ONU. Escreveu, dentre outras obras, “Tribunal Internacional de Direitos Humanos”, “Problemática das Experiências Genéticas, Evolução, Conflitos Éticos e Jurídicos – Limites Morais”. Foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Ordem dos Advogados do Brasil – Niterói – por mais de 20 anos; membro de diversas comissões nacionais e internacionais. Foi indicada por todas as instituições jurídicas no seu país para exercer a função de juíza no Tribunal Penal Internacional de Haia e indicada para o Prêmio Nobel da Paz em 2005. Recebeu a Láurea máxima da ONU em Direitos Humanos no Brasil, em 2004.
Dra. Celuta faleceu no segundo semestre de 2010, logo após o lançamento do livro O Canto do Cisne. Realidade ou ficção?


O dia e a Magia
Acredito que podemos colaborar na transformação da realidade em que vivemos para o mundo ser melhor.
(Lieda Sobrosa)

clip_image002[14]A poesia de Lieda Sobrosa vislumbra o futuro, onde, ela acredita, que uma Nova mentalidade irá conduzir a vida humana na Terra. A sua obra está voltada para uma busca sempre constante da Luz que brilhará nos caminhos da Humanidade. A autora tem o dom de transformar a poesia em fio condutor de boas energias, vibrações, emoções e ideias de renovação para os leitores que estão com suas mentes e corações abertos para recebê-las.
Seus livros traduzem a certeza de que o destino do ser humano é encontrar a felicidade verdadeira. “O Dia e a Magia” é o sétimo livro da autora eu, através dele, vem reafirmar e expressar o imenso desejo de que seus leitores sejam transformados em um Canal por onde a Vontade Divina possa se manifestar.
Outras obras da autora publicadas sob o selo da Editora Muiraquitã:
“Mais Longe que o Olhar” e “Voos Imaginários”.


Dados Técnicos:
Autora: Lieda Sobrosa
ISBN: 978-85-7543-112-2
Gênero: Poesia brasileira
Formato: 14x21cm
Páginas: 92
Preço de Capa: R$15,00


Sobre a Autora:
A escritora, pianista e compositora, Lieda Sobrosa concluiu o curso de professora de piano no Conservatório Mineiro de Música, na cidade de Belo Horizonte, em 1960. Formou-se em Direito pelas faculdades Integradas Bennett, no Rio de Janeiro, com graduação em 1981. De origem mineira, ela nasceu em Carangola, no dia 14 de novembro de 1937.

O SUMIÇO DA CAIXINHA DE ALICE
“Projeto Casa Verde de Incentivo à Leitura”
clip_image002[16]Alice e Edu são irmãos e se gostam muito, mas vivem disputando tudo. O dia a dia deles é sempre cheio de muita novidade e confusão. Os aniversários deles, todos os anos, viram motivo para briga. Como nasceram no mesmo dia, em anos diferentes, pois não são gêmeos, a mãe insiste em comemorar os dois juntos, numa só festa.
Outro motivo para as brigas dos irmãos é que Edu adora mexer nas coisas de Alice, o que a irrita demais!
Ela ganhou uma caixinha da avó, onde diz que guarda seus sonhos. E é justamente essa caixinha que, de repente, some! É claro que Alice logo desconfia de Edu! Será que foi mesmo ele o responsável pelo sumiço, ou dessa vez é inocente? Como será que Alice descobrirá o mistério que cerca tal sumiço? Essa é a história deles!

Ficha Técnica:
Autora: Neide Graça
ISBN: 978-85-7543-116-0
Gênero: Infantil
Formato: 21x29,7cm
Páginas: 20
Preço de Capa: R$20,00


Sobre a autora:
Neide Graça é bibliotecária-documentalista com experiência e especialização na área de pesquisa com trabalho desenvolvido em universidade pública federal (UFF/Niterói-RJ). Em 2004 iniciou um trabalho voluntário de incentivo à leitura, publicando em 2008 o livro “Alice e o mistério da casa verde” que serve de base para o “Projeto Casa Verde de Incentivo à Leitura”.
Dando andamento ao Projeto, em 2011, está sendo lançado “O Sumiço da caixinha de Alice” utilizando, como o livro anterior, oficinas como dinâmica.
Este é o segundo livro publicado pelo “Projeto Casa Verde de Incentivo à Leitura”, que é desenvolvido, sob a forma de oficinas, pela bibliotecária Neide Graça desde 2004 na Casa de Aureliano, que fica no bairro de São Lourenço, em Niterói - RJ. As atividades do Projeto são desenvolvidas numa biblioteca infantil, que foi especialmente organizada com essa finalidade, e por isso possui um acervo exclusivamente constituído por literatura infanto-juvenil.
O Projeto, que em 2008, deu origem à publicação, do livro “Alice e o mistério da casa verde” pela Editora Muiraquitã, está dividido em três partes: Literatura (Livro), Arte (Oficina) e Música (apresentação da gambista Kristina Augustin, que deu consultoria à autora sobre a viola da gamba).
Desde o lançamento do primeiro livro a autora vem apresentando em escolas o subprojeto "Bibliotecário+Educador=Incentivo à Leitura", num trabalho integrado com os professores.
Em 2011, dando continuidade ao Projeto será lançado na XV Bienal do Livro (RJ) o 2º livro do Projeto "O Sumiço da Caixinha de Alice" que foi feito para atender à curiosidade dos pequenos leitores que se mostraram muito interessadas em saber sobre os personagens do 1º livro.
Conheça o projeto: www.artedeguardar.com.br

Os Recursos Excepcionais
clip_image002[18]A proposta deste livro é analisar a pertinência, a base normativa comum, as razões e os recortes históricos que contextualizam os institutos, bem como a técnica e o instrumental que caracterizam a ressonância ampla de típicos meios de impugnação de decisões judiciais. Vale-se, para isso, do estudo da teoria recursal, destacando os aspectos relevantes dos recursos em espécie, das generalidades dos que são excepcionais, e, sobretudo, detendo-se nas singularidades do extraordinário e do especial.  O livro já discute os novos normativos referentes à Repercussão Geral, à Súmula Vinculante e ao Processamento dos Recursos Especiais Repetitivos, bem como comenta a proposta de alteração de artigos do Código de Processo Civil que está em trâmite no Congresso Nacional, alterando o sistema recursal brasileiro.

Dados Técnicos:
Autor: Antônio Paulo dos Santos Filho
ISBN: 978-85-7543-108-5
Gênero: Jurídico
Formato: 14x21
Páginas: 144
Preço de capa: R$30,00


Sobre o autor:
Antônio Paulo dos Santos Filho é sergipano, natural de Tobias Barreto e radicado em Niterói há 35 anos. Aprovado em concurso para o Banco do Brasil S.A., foi designado para trabalhar na cidade do Rio de Janeiro. Em 2007, aposentou-se no cargo de Gerente de Núcleo da Assessoria Jurídica do Rio de Janeiro. Iniciou os estudos de Direito no sul da Bahia, concluindo-os no Rio, em 1979. Fez pós- graduação, com especialização em Processo Civil, na Universidade Cândido Mendes / Instituto A Vez do Mestre (2007/2008); sua monografia na especialização foi o embrião deste seu primeiro livro. A paixão pela leitura, especialmente nos ramos do conhecimento constituídos pelo Direito e pela História, fez com que o autor ingressasse no curso de Licenciatura em História da Unilasalle, em Niterói. Esse diletantismo interdisciplinar manifesta-se na presente obra que, não obstante ser centrada em análises da técnica processual civil, direciona o olhar, também, para pesquisas históricas acerca de institutos jurídicos e órgãos jurisdicionais.

Serestas & Seresteiros
"A todos que me honrarem com a leitura de Serestas & Seresteiros, peço que não deixem morrer o passado de lirismo, romantismo e amor para o bem da cultura musical das serestas".  (Paulo Costa)
clip_image002[20]O livro descreve a história de consagrados compositores e cantores que durante décadas fizeram da canção o instrumento de alegria e esperança de um povo.
Paulo Costa tira do fundo do baú - comprovando que a saudade não tem idade - canções que nem de leve passam pela programação das emissoras de rádio e televisão. As revive nos tempos dos programas de calouros, onde tantas vezes participou. Descreve a história de consagrados compositores e cantores que, durante décadas fizeram da canção o instrumento de alegria e esperança de um povo. (...) Serestas & Seresteiros traduz o canto de ternura e de paz daqueles que apreciam nossa música popular (...). O mais importante no caso, é não perder de vista os amigos, as melodias e os botequins por onde as canções fizeram nossos dias mais felizes.  (Jadir Zanardi)

Dados Técnicos:
Autor: Paulo Costa
ISBN: 978-85-7543-099-6
Formato: 14x21cm
Paginas: 234
Preço de capa: R$35,00


SHALLA M´BEMBE
NOBRE NA SAVANA E NA SENZALA
A obra de ficção, baseada em fatos históricos, fala de dor, do terror do cativeiro, da violência humana, das questões sociais do século XIX, de luta, esperança e sonhos.
clip_image002[22]Em seu romance de estreia, Geraldo Aymoré Junior toca em uma enorme ferida: a questão da escravatura, da crueldade humana e das diferenças sociais na época do Brasil Colônia.
O livro conta a história do príncipe Shalla M´Bembe que foi capturado de sua tribo, na África Oriental, e trazido ao Brasil colônia na condição de escravo.
Filho de um líder respeitado e justo, Shalla M´Bembe, mesmo se tornando cativo, sofrendo violências e sendo tratado como um bicho sem alma, nunca deixou de ser bom e correto, granjeando o carinho de todos à sua volta, galgando assim, os passos para a tão sonhada liberdade.
O autor começou a escrever o livro em 2001 a partir de imagens das obras de Jean Baptiste Debret e Joahann Moritz Rugendas, onde se inspirou e iniciou vasta pesquisa em livros sobre a história do Brasil para adaptar a ficção à realidade da época.
Como base histórica, a obra é rica em detalhes, datas e fatos. Como ficção, a obra é envolvente, cativante e emocionante.

Ficha Técnica:
Autor: Geraldo Aymoré Junior
ISBN: 978-85-7543-115-3
Gênero: Romance. História. Escravidão
Formato: 16x23cm
Páginas: 284
Preço de Capa: R$35,00


Sobre o autor:
Geraldo Aymoré Junior é advogado. Trabalha no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro há 16 anos, onde atualmente chefia o gabinete do Corregedor-Geral da Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Reside em Maricá.
Contato do autor: geraaymore@yahoo.com.br

NIETZSCHE
ALÉM DO OCIDENTE
Enfim chega ao Brasil a esperada obra Nietzsche. Além do Ocidente. Do autor, professor e filósofo italiano Luciano Arcella. Sob o selo da Editora Muiraquitã
clip_image002[24]Sem sentido metafísico Nietzsche quis superar o ser humano na sua expressão atual, em termos culturais, quis proceder além do Ocidente e de sua ingênua centralidade.
Esta é a perspectiva da qual Arcella observa o pensamento nietzschiano, a começar dos trabalhos filológicos até o pensamento fundamental que representou o caminho resoluto para Nietzsche se unir ao sentido do ser.
O autor apresenta um foco particular sobre a ideologia de deste pensador. Além de exprimir a possibilidade atual deste mesmo pensamento.
Utilizando uma análise histórico-cultural, onde Nietzsche é posto na linha de um pensamento coerente que, a partir dele, chega a Oswald Spengler, Ernst Jünger, Gottfried Benn e Julius Evola, autores que compartilham a visão de um futuro polissêmico privado de orientação e de um sentido que se baseia sobre o preconceito da universalidade das categorias.

Ficha Técnica:
Autor: Luciano Arcella
Gênero: Ensaio. Filosofia.
Formato: 14x21cm
Páginas: 170
Preço de Capa: R$28,00


Sobre o autor:
Luciano Arcella nasceu em Nápoles, Itália. É licenciado em Filosofia, com especialização em História da Arte Moderna. Trabalhou como adito cultural da Itália em Buenos Aires, Munich e Mogadishu (Somália).
Jornalista do diário “Linea” foi docente de “Movimentos Religiosos e Ideologias” na universidade de L´Aquila. Deu aulas também na L.M. Universitaet de Munich, na UFRJ, na UERJ, na UFF e na PUC do Rio de Janeiro. Atualmente é docente de Filosofia na universidade Del Valle de Santiago de Cali (Colômbia).

Principais publicações do autor:
La Raza metropolitana, Buenoa Aires, 1980; Rio Macumba, Roma, 1981; Movimenti religiosi a Buenos Aires, Roma, 1986; Il calendario romano arcaico, Roma 1991; Rio d’Africa, Roma, 1993; Raza y cultura, Actas del Convenio “Etnicidad y Violencia”, La Coruna, 1995; Nietzsche, oltre Occidente, Roma 2001
Le Bahiane, i bambini e il diavolo, Cronaca dal Carnevale di Rio, Roma 2003; Oltre la Storia, Nietzsche, Milano 2004; Telenovela Rio (edit.), Roma 2008, Química das Paixões Imperfeitas (Teatro) (edit.) Muiraquitã, Rio 2009.

Mais Informações:
Assessoria de Imprensa
Roberta de Souza
Tel (21) 2620-6357 / 2620-2788
R. José Clemente, 75/505 – Centro – Niterói – Rj
comunicacao@editoramuiraquita.com
Edições Muiraquitã
www.editoramuiraquita.com
www.editoramuiraquita.blogspot.com
Facebook@ed_muiraquita

Gostaria da opinião de vocês.

Com exceção de “O SUMIÇO DA CAIXINHA DE ALICE” (que poderão acompanhar pelo Globosfera Teenager), “NOBRE NA SAVANA E NA SENZALA” e “E A SAUDADE FICOU”, qual livro quer ver resenhado aqui no APX?

Essa enquete estará aberta de hoje até 16/09, conto com a participação de todos.

Bjs.

4 comentários:

Mireliinha ter set 06, 11:10:00 AM  

Parabéns pela nova parceria :D

:**
Mi
Inteiramente Diva

Beta ter set 06, 09:15:00 PM  

Ficou ótimo querida!!!

bjkas
beta

Beta seg set 12, 11:05:00 AM  

Olá
O Post ficou ótimo
Obrigada
Esta semana envio para você o livro da Caixinha de Alice e o Shalla.
Os autores estão cientes que você poderá entrar em contato para entrevistá-los.

Abs.
Beta

Fábrica dos Convites qui set 29, 11:34:00 PM  

Parabéns pela parceria. Bjs, Rose.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout por Flavinha Garota de Aquario

Design by Emporium Digital